• Inna Moraes

Case: Fash&Businees | Compartilhando o nascimento de uma marca


Quer abrir um negócio mas não sabe por onde começar? Você vê aquelas empresas que já deram certo e fica só imaginando qual foi o caminho para chegar lá? Bem, que tal você fazer a diferença compartilhando em tempo real a jornada que você vai perseguir?


Foi isso que a Mariana Barboza pensou quando criou a Fash&Business. Seu sonho era ter uma marca de Moda, mas o medo de arriscar e a sensação de não saber que caminho ela precisava seguir sempre a paralisava na hora de dar o primeiro passo.


Ela é formada em Administração e Design de Moda, mas mesmo com toda essa bagagem, ela sabia que na prática era diferente. A busca por este assunto na internet era sempre vaga e a vontade de entender mais profundamente o que realmente aconteceu no caminho de outras marcas era enorme.


Foi então que ela criou a proposta do Fash&Business:


“Por que não compartilhar a criação da minha marca do zero com o propósito da ajuda mútua? Fiquei super animada, afinal, eu seria pioneira dessa ideia. Decidi fazer isso de forma voluntária, transparente e em tempo real.”_ Mariana Barboza

O então nascimento da marca FASH & CO já chega com uma bagagem enorme de empatia gerada por este processo, todos podem conhecer cada passo da sua história e sentir os medos e dores humanas por trás daqueles produtos, consumindo com muito mais consciência e prazer por incentivar uma pessoa que realmente inspira.


Quando eu conheci as coisas da Mariana eu fiquei APAIXONADA! Deu até aquele quentinho no coração… e é este novo sentimento gerado entre marcas e pessoas que precisa transformar a nossa forma de ver o marketing e comunicação como um todo.


Tendência é ser humano, com todos os nossos medos e sonhos!


E para fechar, eu pedi para ela uma dica para quem também quer empreender:


Se você sonha em empreender, tenha em mente que no começo provavelmente você vai ter a sensação de que falta bastante conhecimento e é nessa hora que bate o desespero, até porque você acha que não vai dar conta. Por isso, acredito que o ideal é ter sempre um mínimo de organização e planejamento, senão você vai acabar pesquisando 10 coisas aleatórias ao mesmo tempo, abrindo 10 abas na internet e no fim vai perceber que não chegou a lugar nenhum.

Para te ajudar nisso, existe o famoso Plano de Negócios, que além de ser um guia, ele comprova se o seu projeto realmente é viável. Porém, vale lembrar que não significa que a sua empresa só vai ter sucesso se você montar esse documento, até porque muitas coisas só se aprendem na prática. Mas com certeza ele pode te ajudar a se planejar um mínimo que seja! Sendo assim, mesmo que você decida não criá-lo, eu acho que é interessante apenas dar uma breve olhada para ter alguns insights.

Resumindo, não existe um único passo a passo para empreender, afinal, os negócios, as experiências e os conhecimentos de cada pessoa são diferentes uns dos outros!

E claro, empreender não é fácil. Exige que você persista e acredite, porque o medo do desconhecido vai surgir constantemente nessa jornada e muitas coisas não vão sair como planejadas.

Fazer o que ama e com propósito, mesmo com dias bons e dias ruins, não tem preço! Tente ser diferente e fazer a diferença.

Gostou de conhecer mais sobre os projetos da Mariana?


Espero ter inspirado seus primeiros passos neste mundo do empreendedorismo e caso queira aquela mãozinha profissional na hora de fazer acontecer, conte comigo!

1 visualização
Entre em CONTATO!
  • Instagram - Perpettua
  • LinkedIn - Inna Moraes